segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

Era de Aquário?


Isto de Era de Aquário apoia-se astronômicamente na precessão dos Equinócios ou do ponto Àries. O ponto Áries (ou gama) é o ponto no céu onde o plano da órbita da Terra em torno do sol (chamada Eclíptica) cruza com o plano do equador. O sol passa lá no equinócio da primavera (no hemisfério norte, equinócio do outono no hemisfério sul) aproximadamente em 21 de março.

Este ponto, devido ao fenômeno conhecido como precessão, muda em relação ao desenho das constelações distantes. A precessão é retrógrada isto é ela anda no sentido oposto ao dos planetas. Primeiro Peixes, depois Aquário, etc. Dizem que estamos na "Era de Peixes" porque o ponto Áries está sobre a constelação de Peixes.




(fonte das imagens acima: http://www.fourmilab.ch)

Astrologia Tropical e Sideral

A Astrologia Tropical conta de 30° em 30° a partir do ponto Áries para determinar os signos, pouco se importa com as constelações. As constelações tem o mesmo nome apenas por tradição mas signo e constelações são coisas diferentes. Já para a astrologia sideral são a mesma coisa. Se o planeta estiver sobre a constelação de Peixes, por exemplo mas além do ponto Áries ele está no signo de Peixes para a Astrologia Sideral e no signo de Áries para a Astrologia Tropical.

A "Era de Aquário" começaria quando o ponto Áries estiver sobre a constelação de Aquário daqui a uns 500 e tantos anos. Sendo assim toda a idéia de "Era de Aquário", pelo menos astronomicamente, é Astrologia Sideral, não Astrologia Tropical.

As constelações são só um referencial, são como um transferidor, o que importa são os ângulos. O que constelações compostas por estrelas a milhões de anos-luz de nós tem a ver conosco? A dois mil anos calcular o ponto Áries não fazia muita diferença, ele estava perto de 0° de Áries de qualquer forma. Com o passar dos séculos os astrologos perceberam que isto era importante e assim surgiu o que hoje chamamos Astrologia Tropical.

99% dos Astrólogos usam Astrologia Tropical por um motivo: a Astrologia Sideral não funciona. No ocidente praticamente não se usa, na Índia se usa porque ela tornou-se parte dos procedimentos religiosos deles, tradição, mas é extremamente imprecisa no que se refere aos signos.

2 comentários:

junior disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Thaylon Hugo disse...

Não concordo com seu post, sou amante de astrologia, comecei estudando astrologia tropical, e eu não digo esses livrinhos "receita de bolo", falo de livros tanto sobre astrologia moderna quanto astrologia tradicional, em nenhuma delas eu encontrei explicação concreta sobre mim, sobre meu carma e etc., mesmo usando todas as ferramentas que essas me dispunham, porque a priore meu intuito sempre foi o autoconhecimento, mas foi na astrologia védica (sideral) que eu encontrei as respostas para minhas perguntas, ela é precisa sim, e não dispõe apenas de um mapa natal, existem "N" fatores a se considerar no delineamento que vai alem da personalidade em si, existem por exemplo um mapa para cada area da vida, o que não corresponde com a astrologia tropical, existem dashas para previsões, nakshatras entre outras possibilidade de estudo. Vejo que é preciso mais que dados superficiais para se soltar um veredito!
Essa sabedoria é bem anterior a astrologia tradicional que ao que tudo indica se originou da astrologia védica, no entanto deixando várias premissas para trás, esse estudo remonta a mais de 5000 anos e com certeza tem evoluído e se aprimorado.